Menu dos Programas para Cálculos Judiciais

Informações gerais sobre os programas de cálculos judiciais

Em um projeto pioneiro no âmbito da Justiça Federal no Brasil, idealizado em 2003 e implementado em junho de 2004 por meio de um trabalho conjunto  dos Núcleos de Cálculos Judiciais e de Tecnologia da Informação da Justiça Federal no RS, com apoio e incentivo da Direção do Foro da Seção Judiciária do RS, ao longo do tempo foram disponibilizados na Internet os programas abaixo elencados, os quais estão em constante processo de aprimoramento. Esses programas visam a descentralizar a confecção das contas judiciais e, consequentemente, agilizar o trâmite processual e facilitar o acesso à Justiça. Eles têm por objetivo auxiliar as Partes, Advogados, Peritos, Magistrados e Servidores na confecção e compreensão de cerca de 90% dos cálculos judiciais, uma vez que um percentual maior seria difícil de atingir em função do vasto universo das ações e dos diversos entendimentos jurisprudenciais existentes sobre as questões, os quais são dinâmicos.

Cálculos Judiciais

Os programas são gratuitos e foram concebidos para serem de operação simples, salientando que alguns deles, notadamente aqueles para ações previdenciárias, exigem conhecimentos prévios sobre a matéria, tais como legislação da época da concessão do benefício, siglas usadas pelo INSS (RMI, DIB, DCB, etc. – vide glossário), documentos necessários ao cálculo (carta de concessão, memória de cálculo, etc.), entre outros.

Aviso importante: estes programa foram desenvolvidos a título de sugestão no intuito de possibilitar que seja apresentada uma conta no momento do ajuizamento da ação e/ou da execução do processo. Contudo, salientamos que sempre prevalecerá o entendimento do Magistrado nas questões pertinentes aos cálculos. Pelo fato desses programas conterem inúmeras opções de critérios de correção monetária e de juros moratórios, o usuário ficará inteiramente responsável pelas suas escolhas. A simples utilização do programa não implica em certeza absoluta no seu resultado final e nem em aceitação compulsória por parte do Magistrado.

Título especial

Com suporte a texto embaixo, que funciona como uma introdução a um conteúdo adicional.

OK
Título especial

Com suporte a texto embaixo, que funciona como uma introdução a um conteúdo adicional.

Visitar

Informações gerais sobre os programas de cálculos judiciais

Em um projeto pioneiro no âmbito da Justiça Federal no Brasil, idealizado em 2003 e implementado em junho de 2004 por meio de um trabalho conjunto  dos Núcleos de Cálculos Judiciais e de Tecnologia da Informação da Justiça Federal no RS, com apoio e incentivo da Direção do Foro da Seção Judiciária do RS

Em um projeto pioneiro no âmbito da Justiça Federal no Brasil, idealizado em 2003 e implementado em junho de 2004 por meio de um trabalho conjunto  dos Núcleos de Cálculos Judiciais e de Tecnologia da Informação da Justiça Federal no RS, com apoio e incentivo da Direção do Foro da Seção Judiciária do RS

Informações gerais sobre os programas de cálculos judiciais

       Em um projeto pioneiro no âmbito da Justiça Federal no Brasil, idealizado em 2003 e implementado em junho de 2004 por meio de um trabalho conjunto  dos Núcleos de Cálculos Judiciais e de Tecnologia da Informação da Justiça Federal no RS, com apoio e incentivo da Direção do Foro da Seção Judiciária do RS, ao longo do tempo foram disponibilizados na Internet os programas abaixo elencados, os quais estão em constante processo de aprimoramento. Esses programas visam a descentralizar a confecção das contas judiciais e, consequentemente, agilizar o trâmite processual e facilitar o acesso à Justiça. Eles têm por objetivo auxiliar as Partes, Advogados, Peritos, Magistrados e Servidores na confecção e compreensão de cerca de 90% dos cálculos judiciais, uma vez que um percentual maior seria difícil de atingir em função do vasto universo das ações e dos diversos entendimentos jurisprudenciais existentes sobre as questões, os quais são dinâmicos.

     Os programas são gratuitos e foram concebidos para serem de operação simples, salientando que alguns deles, notadamente aqueles para ações previdenciárias, exigem conhecimentos prévios sobre a matéria, tais como legislação da época da concessão do benefício, siglas usadas pelo INSS (RMI, DIB, DCB, etc. – vide glossário), documentos necessários ao cálculo (carta de concessão, memória de cálculo, etc.), entre outros.

       Em caso de surgir dificuldade na utilização dos programas previdenciários  JUSPREV III e JUSPREV V por questões técnicas e/ou computacionais (exemplo: Excel instalado nas versões 32 ou 64 bits), sugerimos  a utilização de outras ferramentas existentes na página, tais como o CONTA FÁCIL PREV (programa simplificado para apuração do valor da causa e de liquidação de sentença) e o JUSPREV II (quando o caso for de concessão de benefício de valor mínimo).

Índice dos programas

Programas para liquidação de sentença

Programa para cálculo dos juros conforme Tema 96 do STF

Programas para ações de FGTS

Programas para expurgos da Caderneta de Poupança

Informações sobre os programas de Poupança

Programa para execução penal

Programas para ações previdenciárias

OBS.: No caso de o usuário não conseguir elaborar o cálculo com o JUSPREV III ou V, sugerimos a utilização de outro programa ou a consulta a um perito técnico especializado na matéria.

Suporte

Tendo em vista que estes programas estão sendo utilizados por milhares de usuários em todo o Brasil e, em função do grande volume de processos existente para cálculo nesta Contadoria da Justiça Federal em Porto Alegre, informamos não estarmos em condições, no momento, de prestar suporte por telefone ou pessoalmente, mas tão-somente pelo e-mail projef@jfrs.jus.br.

Outras informações

Informações gerais sobre os programas de cálculos judiciais

       Em um projeto pioneiro no âmbito da Justiça Federal no Brasil, idealizado em 2003 e implementado em junho de 2004 por meio de um trabalho conjunto  dos Núcleos de Cálculos Judiciais e de Tecnologia da Informação da Justiça Federal no RS, com apoio e incentivo da Direção do Foro da Seção Judiciária do RS, ao longo do tempo foram disponibilizados na Internet os programas abaixo elencados, os quais estão em constante processo de aprimoramento. Esses programas visam a descentralizar a confecção das contas judiciais e, consequentemente, agilizar o trâmite processual e facilitar o acesso à Justiça. Eles têm por objetivo auxiliar as Partes, Advogados, Peritos, Magistrados e Servidores na confecção e compreensão de cerca de 90% dos cálculos judiciais, uma vez que um percentual maior seria difícil de atingir em função do vasto universo das ações e dos diversos entendimentos jurisprudenciais existentes sobre as questões, os quais são dinâmicos.

     Os programas são gratuitos e foram concebidos para serem de operação simples, salientando que alguns deles, notadamente aqueles para ações previdenciárias, exigem conhecimentos prévios sobre a matéria, tais como legislação da época da concessão do benefício, siglas usadas pelo INSS (RMI, DIB, DCB, etc. – vide glossário), documentos necessários ao cálculo (carta de concessão, memória de cálculo, etc.), entre outros.

       Em caso de surgir dificuldade na utilização dos programas previdenciários  JUSPREV III e JUSPREV V por questões técnicas e/ou computacionais (exemplo: Excel instalado nas versões 32 ou 64 bits), sugerimos  a utilização de outras ferramentas existentes na página, tais como o CONTA FÁCIL PREV (programa simplificado para apuração do valor da causa e de liquidação de sentença) e o JUSPREV II (quando o caso for de concessão de benefício de valor mínimo).

Logotipo do projeto Portas para o Futuro

Aplicativos Eproc

Loja Google Play Loja App Store
www2-des.jfrs.jus.br